Cultura

segunda-feira, 10 de agosto de 2015
Cadaqés; Dalí viveu, pintou e amou aqui Cadaqés; Dalí viveu, pintou e amou aqui “A beleza e a excelência da paisagem de Cadaqués devem-se à sua estrutura. Cada colina, cada rochedo parecem desenhados por Leonardo em pessoa. À parte dessa estrutura, não há nada, e como vegetação, apenas umas pequenas oliveiras coroam com seus cabelos dourados as frentes pensativas das colinas enrugadas pelas trilhas meio apagadas.
terça-feira, 1 de abril de 2014
No filme de Von Trier, outra visão sobre Ninfomaníaca No filme de Von Trier, outra visão sobre Ninfomaníaca Para a sociedade, “vício em sexo” é doença. Para Lars Von Trier, apenas mais uma das verdades inconvenientes que a burguesia não quer escutar, para não se sentir doente. -Joe, a personagem principal de Ninfomaníaca, não é louca ou alienada, mas seu comportamento ou modo de vida é patologizado pela psiquiatria. Sua doença? O sexo compulsivo. Numa época em que a norma ou o normal significam nada menos que a produção e multiplicação das patologizações, das classificações intermináveis dos modos de vida como doenças possíveis, Joe é a resistência da vida que não se deixa capturar pelo discurso médico-psiquiátrico, isto é, em certo sentido, o discurso moral.
segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013
Padre gay, péssimo filme Padre gay, péssimo filme O filme da polaca Malgoska Szumowska, é uma montanha de equívocos. "In the Name of..." é a história de um jovem padre que despertou tarde para a vocação. Em Berlim, está tudo em polvorosa com o adeus do Papa (ou não fosse ele alemão). Na mídia, o festival de cinema passou o dia encostado a um canto. É curioso notar: há dias, a figura de Bento XVI apareceu por escassos instantes no telão do Berlinale Palast. O padre, que se chama Adam (Timur Aidarbekov), sofre com a tentação por um recém-chegado.
terça-feira, 22 de janeiro de 2013
Django Livre; violência Django Livre; violência Mais um filme de Quentin Tarantino chega às telas, e mais uma vez a polêmica se instaura sobre a glorificação da violência, o espetáculo divertido da morte. Desta vez, ao invés de reescrever a morte de Hitler, como fez em Bastardos Inglórios, o cineasta e roteirista propõe nada menos do que reescrever a história da escravidão nos Estados Unidos. Em uma entrevista à televisão, quando perguntado pela enésima vez sobre a violência em sua filmografia, o diretor explodiu.
quarta-feira, 12 de dezembro de 2012
pérolas em papel pérolas em papel De Maastricht a São paulo, de Buenos Aires a Paris, conheça seis das melhores livrarias do mundo. A viagem começa na Lello, no Porto.O nº 144 da Rua das Carmelitas, no Porto, é uma visita obrigatória para os aficionados da literatura e todos aqueles que chegam à cidade. Quem aqui chega, vem atraído por imagens e relatos de um mundo mágico, onde Arte e História se cruzam com os livros. Dela disse o escritor espanhol Enrique Vila-Matas ser «a mais bela livraria do mundo».
segunda-feira, 23 de julho de 2012
OS GRANDES HOMENS OS GRANDES HOMENS Nessa multidão servil, cega, ignorante, que foi a humanidade do passado e que é a humanidade do presente, às vezes algumas inteligências têm aparecido, serenas e audaciosas, antecipando o amanhã, descobrindo verdades novas, amando a justiça, vagos clarões esparsos que lançam alguma luz nas trevas de uma noite profunda. Esses benfeitores, grandes pela audácia e pelo gênio, têm sido, sem dúvida, recompensados pelos seus irmãos humanos? Vejamos o que nos diz a história.
1 2 3 4 5 6 7 8


Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.