Comportamento

terça-feira, 28 de junho de 2016
O fascínio dos cabelos loiros O fascínio dos cabelos loiros Os deuses devem estar louros. Nunca uma cor de cabelo foi tão posta ao serviço como em Hollywood —antes e depois do seu maior ícone, Marilyn Monroe. Liso, encaracolado, natural ou platinado, o cabelo loiro continua a estar na moda na Meca do cinema. Em Hollywood, quando dizemos loiras, aquilo de quefalamos é de mulheres sobre as quais temos expectativas, talvez por ser delas que vem mais luz em forma de diamantes faiscando debaixo de um lustre iluminado. O King Kong, primata que é, nunca, mas nunca iria se apaixonar por uma mulher que não fosse loira. Chamem à moça Fay, Jessica ou Naomi, pouco importa. O importante é só isto: se Hollywood precisa de um petisco inocente meio à deriva neste mundo pintado por piratas e outros malvados peludos, ponham, por favor, uma loira ao telefone, que estamos precisando aqui no set de uma criatura rara, corajosa, frágil mas também forte, gata mas sobretudo anjo. Uma loira salva sempre a situação.
sexta-feira, 27 de maio de 2016
Pode se viver sem sexo? Pode se viver sem sexo? O sexo, ao contrário de comer e de beber, não é uma das funções vitais do ser humano. A prova disso é que a falta de relações sexuais nunca foi responsável pela morte de ninguém. Mas podemos ser felizes sem sexo? Ou corremos o risco de virmos a sofrer de algum transtorno físico ou psíquico? "The Journal of Sexual Research" publicou um estudo do qual participaram 82 homens e mulheres com mais de 30 anos que ou ainda eram virgens, ou estavam há mais de um ano sem sexo.
sábado, 19 de março de 2016
O feminismo em disputa O feminismo em disputa Não aceito o controle do corpo e o moralismo como estratégias de combate. Sobretudo nos movimentos pela emancipação. Não sou capaz de me lembrar há quanto tempo sou feminista. O feminismo sempre fez sentido numa família feminista – um privilégio, penso eu. Quanto mais eu tomava consciência do meu próprio feminismo, porém, mais eu percebia que as pessoas têm geralmente uma ideia muito equivocada do que significa adotar este posicionamento.
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016
Que desejos te seduzem? Que desejos te seduzem? Celebrar corpo, consciência e prazer pode ser alternativa à cultura que reduz sexo a fetiche de egos e poderes. Chegou o Carnaval. Momento tão esperado por muitos. Espaço para soltar o freio, viver fantasias, desfrutar o prazer. Pacatos cidadãos experimentam o sonho de virar reis e rainhas. Desejos inconscientes escapam pela janela agora aberta com o consentimento social. Tudo vale na busca do prazer. Nós, como o Dr. Fausto, estamos prontos a aceitar as tentações do demônio.
segunda-feira, 21 de setembro de 2015
Amor de sangue. Incesto? Amor de sangue. Incesto? Antonio é casado com Luísa, mas ama Rita. Ama mas não pode amá-la. Também não pode casar-se ou ter relações sexuais com ela. Rui vive com Odete, mas preferia viver com Cristina, que se casou com Luís. Nesta ciranda de laços afetivos, a marca do sangue impede a concretização das relações, porque Antonio é padrasto de Rita e Rui, sogro de Cristina. É o mais forte tabu: amar um parente como quem ama um desconhecido. Mas há sempre quem desafie a lei e a tradição e tente romper com o interdito social.
quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015
Um novo homem, uma nova mulher! Um novo homem, uma nova mulher! Os homens estão mais masculinos e as mulheres mais femininas. Ultrapassados os preconceitos impostos pelo feminismo radical, pelo machismo atávico e pela homossexualidade militante, o homem pode, finalmente, ser másculo sem deixar de ser sensível e a mulher pode acentuar as suas curvas sem pôr em risco a sua reputação ou abdicar dos direitos adquiridos. A demarcação dos respectivos territórios sexuais já não parece vulgar e ganha adeptos face aos defensores da ambiguidade.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10


Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.