Vinhos

domingo, 12 de junho de 2011
Vinhos e notas Vinhos e notas Papo de nota em vinho não cola comigo! Depois dos preços exorbitantes, o elemento mais irritante no mundo dos vinhos, para mim, são as tais notas. Ou pior, as notas de Robert Parker e da revista de anúncios "Disney Spectator". Já faz tempo que tem uma turma que anda com as notas do Parker decoradas, que funcionam como uma lanterna única de salvação numa caverna escura.Não defendo o relativismo, que é sempre cômodo para muitos, mas classificar um prazer como o de beber um grande vinho ...
segunda-feira, 23 de maio de 2011
BRANCOS PARA POUCOS BRANCOS PARA POUCOS Os vinhos da Borgonha, quando bons, são muito caros. Mas às vezes apetece comemorar e, a essa altura...As terras da Borgonha escondem muitos segredos, são variadas e ricas e originam alguns dos mais famosos e caros vinhos do mundo. O nome, por si só, já vende e disso tiram partido muitos produtores que apresentam vinhos vulgares a preços de boutique, aquilo que entre nós se chama “gato por lebre”.
domingo, 10 de abril de 2011
O charme do Rosé O charme do Rosé O principal requisito para se produzir um bom rosé, passa pela qualidade da uva tinta e pela região. Apenas algumas regiões vinícolas do mundo têm longa tradição na elaboração deste tipo de vinho. Fator preponderante também é o método de elaboração empregado. Os melhores rosés, considerados os "rosés legítimos", são feitos com uvas tintas colocadas para fermentar com as cascas. Nelas estão os pigmentos que dão a cor mais ou menos intensa.
segunda-feira, 28 de março de 2011
AFROS WINE; A HISTÓRIA AFROS WINE; A HISTÓRIA Temos hoje o privilégio de trabalhar num eco-sistema variado e de vegetação luxuriante, onde além de vinhas existem florestas de acácias, carvalhos, pinheiros, eucaliptos e árvores centenárias e monumentais, cujas cercanias são ainda habitadas por animais selvagens como javalis, raposas e águias. Onde cuidamos dos solos e das vinhas recorrendo a métodos naturais, como extractos de plantas e preparações homeopáticas. Onde a presença de cavalos de montanha, ovelhas e abelhas são parte da filosofia
terça-feira, 1 de fevereiro de 2011
Provando o vinho branco Provando o vinho branco A prova do vinho branco analisa-se seguindo dois eixos: a acidez e a sensação de doçura proporcionada pelo álcool ou pelo açúcar residual. A acidez traz frescura e faz com que o vinho sacie a sede. O gás carbônico presente no vinho reforça esta sensação, por vezes com um pico na língua quando o vinho tem agulha. Diz-se então que é um vinho vivo, nervoso ou fresco. Mas também não deve haver muita acidez, pois poderia tornar-se verde, duro, mordente ou inclusive áspero ou rígido.
quarta-feira, 8 de dezembro de 2010
Guardar em porta joias Guardar em porta joias Quando os tempos correm adversos há sempre a tentação de nos aproximarmos um pouco mais do abismo (financeiro...) e acabar por consumir, sem pensar muito, alguns produtos considerados de luxo. Frases como "é melhor não esperar mais" ou "sabe-se lá o que aí vem" levam-nos a não adiar consumos que até agora nos exigiam alguma contenção. Em tempo de dificuldades, prove vinhos gloriosos para ganhar ânimo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 ... 17


Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.