Um Porsche a diesel

terça-feira, 7 de abril de 2009

Haja coragem para colocá-lo nesses terrenos, o Cayenne mostrou sempre ser um dos SUV mais capazes em condições extremas, devendo haver pouca coisa que não seja capaz de fazer. A exceção neste Diesel está mesmo na capacidade de nos entusiasmar. Algo que um Porsche deveria sempre poder fazer.

Um Porsche a diesel

Das duas, uma: ou se encara aquele que é o primeiro modelo da Porsche a utilizar um motor a diesel como um sinal dos tempos e uma opção que permite aliar o melhor de dois mundos, ou como um autêntico sacrilégio. E se já era complicado aceitar o Cayenne — feito a partir do VW Touareg — como um verdadeiro Porsche, um motor Diesel é um soco no estômago. Uma punhalada nas costas. Em duas palavras, o fim da picada. Os Porsches devem ser emotivos. Puros. Esportivos. Nunca racionais econômicos ou feitos pensando em compromissos. Características louváveis e de inegável valor, mas… apenas em todos os outros carros.

Mas a verdade é que os argumentos contra são apenas de ordem “filosófica”. Nem a opção em montar este V6 de origem Audi com ‘apenas’ 240 cv pode ser censurada. Afinal, nem o Cayenne Diesel anda propriamente mal nem se pode dizer que adaptação a este novo motor seja infeliz. As únicas coisas estranhas são — como também é normal nos Diesel, que têm um espectro de utilização mais curto que os motores a gasolina — o fato de haver tão ‘pouco’ motor para explorar e, claro… os consumos. Por mais que andemos aqui a questionar a lógica de um Porsche a diesel, há um momento em que tudo parece, subitamente, fazer sentido: fazer 1000 km/tanque em um Porsche, gastando tão pouco dinheiro para enchê-lo, é algo de verdadeiramente desconcertante. No melhor sentido do termo.

Desconcertante talvez não seja a palavra certa, mas anda lá perto. Apesar de não ser propriamente recente, o Cayenne porta-se em estrada como um — bom — carro esportivo. E fora dela, mostra um “à-vontade” superior à esmagadora maioria dos seus rivais. Haja coragem para colocá-lo nesses terrenos, o Cayenne mostrou sempre ser um dos SUV mais capazes em condições extremas, devendo haver pouca coisa que não seja capaz de fazer. A exceção neste Diesel está mesmo na capacidade de nos entusiasmar. Algo que um Porsche deveria sempre poder fazer.

Números do Cayenne Diesel:

Capacidade 3000cc

Potência 240cv

Velocidade final 213 km

0 a 100 km/h 8,3s

Consumo médio 9,3 km/l

Opcionais:

Jantes de 21’

Faróis bi-xenon

Suspensão pneumática

Teto solar panorâmico

Cruise control

Interior em couro


Autor: Celso Mathias
Publicação vista 1409 vezes


Existe 0 comentário para esta publicação
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Volvo V90 T8 Plug-in Hybrid – classe sueca
Volvo V90 T8 Plug-in Hybrid – classe sueca
Novo GLE Cupê SUV da Mercedes e a versão AMG
Novo GLE Cupê SUV da Mercedes e a versão AMG
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.