La Bruni e La marisa

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

As informações são da Wikipédia. Nascida no norte da Itália,Carla Bruni foi criada na França e na Suíça. A música está no seio familiar. Sua mãe é a concertista de piano MarysaBruni, que era casada com o industrial e compositor clássico Alberto Bruni Tedeschi.

La Bruni e La marisa


                              



Mais recentemente, graças a reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, ficou-se sabendo que seu pai biológico é o empresário italiano, radicado no Brasil desde os anos 1970, Maurizio Remmert. “Quando [o marido] estava doente, Marysa contou a Carla quem era seu pai. Foi uma conversa de adultas, entre mãe e filha”, afirmou Maurizio, que recentemente viajou com o casal presidencial para a Romênia.

 

Oriunda de uma família ligada à CEAT (fábrica italiana de pneus) e à ENI (petrolífera italiana, outrora estatal), Bruni foi com os pais e os irmãos para um exílio na França em 1973, fugindo das Brigadas Vermelhas, organização terrorista de cunho marxista que recorreu a sequestros e assassinatos naquele período da história italiana. Cresceu em Paris, tendo cursado parte de seu período escolar na Suíça e, de volta à França, estudado em Universidade de Sorbonne.

 

Em 1988, abandonou de vez os estudos para se dedicar à carreira de modelo; considerada uma das mais belas modelos de sua época, Carla Bruni foi contemporânea de Claudia Schiffer, Naomi Campbell, Christy Turlington e Kate Moss no mundo da moda - a primeira geração de top models internacionalmente famosas. No fim dos anos 80, era uma das 20 modelos mais bem pagas do mundo, ganhando cerca de 7,5 milhões de dólares por temporada.

 

A herdeira de uma fortuna teve relacionamentos com rockstars como Mick Jagger e Eric Clapton , o magnata Donald Trump, e atores como Kevin Costner e Vincent Perez, entre outros.

 

Depois de uma carreira bem sucedida como modelo entre 1987 e 1998, trocou as passarelas pela música, tendo lançado três discos até a presente data: Quelqu'un m'a dit (de 2002, cantado em francês), No promises (de 2006, cantado em inglês) e Comme Si De Rien N'Était (de 2008, cantado em inglês e em francês); este último contendo algumas letras polêmicas e que fazem alusão a seu atual marido, o Presidente da França Nicolas Sarkozy, como Tu Es Ma Came ("Meu homem, eu enrolo e fumo"/"[amor] mais mortal que a heroína afegã, mais perigoso que a branca colombiana"), Je Suis une Enfant ("Continuo a ser criança, apesar de meus 40 anos, apesar dos meu trinta amantes"), Ta Tienne ("Você é meu senhor, você é meu querido, você é minha orgia") e You Belong to me.


Autor: Johil Camdeab
Publicação vista 1225 vezes


Existe 1 comentário para esta publicação
quinta-feira, 25/12/2008 por Reinhard Lackinger
te cuida Gisele Bündchen
Se a moda pega, haverá quem faça onda para o próximo presidente da república se casar com Gisele Bündchen. Nós já mostramos com Falcão e Dunga que somos bons em copiar coisas... portanto Gisele Bünche para First Lady. E se der Serra? Coitado da moç
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
O panfletário cibernético
O panfletário cibernético
A arte e a morte de Osama
A arte e a morte de Osama
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.