Em Euclides da Cunha

domingo, 30 de novembro de 2008

Mas é exatamente o que menos querem os verdadeiros euclidenses, não só os que nasceram lá, é que a máquina da já caótica administração do município despenque da beira do abismo onde já se encontra. Até aqueles que não aprovam os métodos políticos do “Imperador” agora inserindo nas entranhas do poder a “Imperatriz” Fátima.E que esse povo que quis dar continuidade a um tipo de situação, fique de olhos abertos a fim de evitar que Euclides da Cunha se transforme em breve, num imenso laranjal.

Em Euclides da Cunha

Cobras e laranjas

Dentro de 30 dias, a cidade de Euclides da Cunha vai amanhecer coalhada de esperanças. As mesmas esperanças que há quatro anos fizeram o povo ir para as ruas para inaugurar um novo tempo... Que não chegou.

Agora é Fátima. Fátima Nunes, filha de D.Josefa e do Zuca, Escrivão de Feitos Cíveis que vez em quando grafava de forma ,digamos... engraçada, o nome de um ou outro daqueles que iam ao seu Cartório em busca de uma certidão de nascimento. Fora isso, um homem de bem e cidadão respeitado.Como a filha agora prefeita e mulher de outro ícone da cidade.José Nunes Soares,bem sucedido empresário ,deputado estadual no quarto mandato e o maior estrategista político que aquela região conheceu. É o Zé Camerino do século XXI.

O deputado Zé Nunes,como todos que alcançaram o seu patamar e com os métodos que vem utilizando,vai empossar a mulher entregando-lhe junto à administração da cidade, um ofidário instalado no quintal do casal.

Zé Nunes indiscutivelmente tem, além de talento político; estilo! E é o seu estilo que determina que ele comande sozinho. Sua arvore de fato, não está nem ai para os que estão buscando sombra. Foi ele quem comandou todo processo político que levou a mulher ao poder. Da eliminação dos aliados até chegar à derrubada dos adversários.

O perigo que o deputado corre, é o mesmo daqueles bons pilotos que sabem ter em mãos o controle da máquina. São tão confiantes que nunca reciclam os conhecimentos.Até que um dia, por excesso de confiança; derrubam a máquina!

Mas é exatamente o que menos querem os verdadeiros euclidenses, não só os que nasceram lá, é que a máquina da já caótica administração do município despenque da beira do abismo onde já se encontra. Até aqueles que não aprovam os métodos políticos do “Imperador” agora inserindo nas entranhas do poder a “Imperatriz” Fátima.

Zé Nunes tem em mãos, uma inestimável moeda de troca com o governo do PT. O seu voto na Assembléia Legislativa que sempre, dentro das medidas do interesse do Estado da Bahia e, do Município de Euclides da Cunha, pode e deverá ser negociada com a base governista.

Vivemos numa democracia. A democracia que fez Fátima Nunes Prefeita de Euclides da Cunha com uma das maiores votações da história do município. Por isso, é hora de todos os cidadãos euclidenses darem a ela e aos seus administradores, um voto de confiança. O momento é de grandeza. De quem ganhou e de quem perdeu. Que quem perdeu seja sensato. Que quem ganhou ouça aos que têm o que dizer e não àquele grupelho que sempre está a postos para dizer exclusivamente aquilo que os que detêm o poder quererem ouvir.

E que esse povo que quis dar continuidade a um tipo de situação, fique de olhos abertos a fim de evitar que Euclides da Cunha se transforme em breve, num imenso laranjal.

E por falar em Euclides da Cunha...

E em “confiança”, semana passada no Centro de Convenções do Bahia Othon Palace em um Seminário de Recursos Hidrícos patrocinado pelo Ministério da Integração Regional, Os irmãos João, diretor da FACE-Associação dos Filhos e Amigos de Euclides da Cunha, e Francisco Campos de Abreu, diretor de projetos estratégicos da Secretaria de Infra-Estrutura Hídrica, do Ministério da Integração Regional, mais o secretário geral do poderoso Ministério, João Santana(ao centro), ouvi surpreso, do próprio , que no início da atual administração do município de Euclides da Cunha, esteve lá em missão do partido (PMDB) por onze meses como Secretário Municipal de Saúde. Saiu por não ter conseguido implantar suas idéias e projetos e,pasmem, para ser membro do segundo escalão do Governo Federal.Mais uma vez, perdeu o Munícipio



Autor: Celso Mathias
Publicação vista 2053 vezes


Existe 3 comentários para esta publicação
terça-feira, 6/12/2011 por Jaime de Moraes
A/C Celso Mathias
Um Dezembro em Euclides da Cunha BA, Percebo luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, arvores (Parabéns ao município, a cidade esta linda, alias aos meus 23 anos nunca vi minha terra natal tão linda). Mas Confesso que vejo pouco brilho nos olhare
segunda-feira, 1/12/2008 por Luiz Carlos Oliver
Cobras e laranjas
Laranjas, limas e limões é o que vislubro para os próximos mandatos de Euclides da Cunha. O deputado não faz sombra prá ninguém e quem for assessorar a nossa futura prefeita certamente seguirá como limas e limões.
segunda-feira, 1/12/2008 por Luiz Carlos Oliver
Cobras e laranjas
É verdader, o Sr. João Santana esteve por aqui durante quase um ano e nada fez. Na verdade este senhor é um soldado mandado de um grande cacique de nosso Estado. Na verdade a atual prefeita não deu nenhuma prá nenhum de seus assessores. Deu nisso.
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Coincidência & perigo
Coincidência & perigo
mais movimento...
mais movimento...
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.