Obama chegou lá

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

"Se ele não conseguir mudar, desisto. Vou esquecer tudo e deixar de ter esperança", desabafa Ruth Morgan, uma senhora aposentada que deposita todos os sonhos que lhe restam em uma Casa Branca pintada de azul e administrada por um negro que adora crianças; o futuro da nação

Obama chegou lá

Espalhados pela grama, empoleirados nos automóveis, encolhidos nos telhados de edifícios ou mesmo de pé no topo dos sanitários portáteis colocadas às dezenas ali, para satisfazer as necessidades dos mais aflitos, todo o espaço foi pequeno para acomodar o mais de um milhão de pessoas que, esta madrugada, assistiu no Grand Central Park, em Chicago, à vitória de Barack Hussein Obama nas eleições presidenciais americanas.




"Houve dois magrelos de Illinois que mudaram a história deste país: Abraham Lincoln e Barack Hussein Obama", diz John Hetfield, um afro-americano grandalhão, que não esquece o passado anti-escravagista do pai, nem esmorece por um segundo que seja, a esperança numa nova era liderada pelo senador de Illinois.

Hetfield ilustra o tamanho da expectativa que o povo americano aguarda do novo presidente. Basta caminhar pelas ruas de Chicago e ouvir o desejos: "É o fim da guerra! Soldados voltem para casa", brada Peter Fanning, do muro que divide a Michigan Avenue do Milenium Park.

Mais à frente, Susan Morgan, bem 'voodoo', espeta furiosamente alfinetes num “boneco Bush” de tecido. "Acabou! É o fim da crise!", anuncia, enquanto tenta vender os últimos 'pins' de Obama que lhe restaram da noite.

A vitória de Barack foi anunciada bem cedo, logo depois das oito da noite, com a previsão de que um dos principais Estados-chave - Pensilvânia - teria votado democrata. Florida, Virgínia, Ohio e Carolina do Norte fizeram o mesmo. A 'Obamamania' tomara conta de toda a América

De agora até 20 de Janeiro - data da posse -, Obama viverá em estado de graça. A partir daí vai começa a cobrança. A expectativa é enorme. Nas mãos dele, está a esperança do povo Americano e quiçá da humanidade.

"Se ele não conseguir mudar, desisto. Vou esquecer tudo e deixar de ter esperança", desabafa Ruth Morgan, uma senhora aposentada que deposita todos os sonhos que lhe restam em uma Casa Branca pintada de azul e administrada por um negro que adora crianças; o futuro da nação

 


Autor: Celso Mathias
Publicação vista 1269 vezes


Existe 4 comentários para esta publicação
domingo, 24/1/2010 por Maria Aparecida P. Mendes.
OBAMA CHEGOU LÁ.
Como o tempo passou rápido. Lembro de um de meus irmãos me perguntando, se eu já sabia quem era o homem mais importante do mundo?... Barack Obama! É. Respondeu ele todo orgulhoso.Obrigada.
terça-feira, 16/12/2008 por LUIZA
A ESPERANÇA
nele estão depositadas a esperança de mundo melhor
sexta-feira, 7/11/2008 por Marizete Silva do Nascimento
Obama chegou lá
Tenho muita esperança na possível mudança política dos EUA, mas a história me deixa com muito medo de pequenos grupos radicais e raivosos use de métodos pouco convencionais para diminuir o brilho desta vitória. Vamos ter fé.
quinta-feira, 6/11/2008 por jacia
Chegou sua vez Obama
Sem comentários....pela primeira vez o País de maior potencial vai ser governado pelo um negro. espero que desta vez eles se concientize que somos todos iguais....
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
 ANIVERSÁRIOS, LOUCO, NUA
ANIVERSÁRIOS, LOUCO, NUA
Whitney;a droga venceu!
Whitney;a droga venceu!
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.