Entenda o vinho do porto

domingo, 15 de outubro de 2017

Os vinhos do porto obtêm-se de diferentes misturas, o que torna difícil a definição de sua personalidade. De um modo genérico, só há duas formas de fazer Porto, e delas deriva uma série de tipos diferentes, cada um deles com as suas características próprias: os de estágio e evolução em madeira e os de estágio em madeira e evolução em garrafa. A personalidade dos vinhos do Porto reside no fato de ser fortificado ser, na sua maioria, um vinho de lote, ou seja, da mistura de vários vinhos.

Entenda o vinho do porto

Por esta razão, não é um vinho simples, é uma obra de arte composta a partir de diferentes variedades de uva e com inúmeros matizes de estágio em madeira ou Wood port, deixando de lado o vinho branco, que embora muito bons, como o Casa de Santa Eufemia White, são pouco significativo fora do Porto, vamos falar sobre os Ruby e os Tawny. O famoso Porto Vintage pertence ao segundo grupo, ou seja, os de estágio curto em madeira e longa duração em garrafa. São vinhos mais raros, inclusive no Porto. Quando a colheita é de qualidade excepcional, opta-se por guardá-la intacta, amadurecendo durante dois anos em madeira, sendo em seguida engarrafado para prosseguir o seu lento envelhecimento em garrafa.

 

Portos de estágio e evolução em madeira - Os vinhos do Porto de evolução em casco de carvalho são engarrafados na sua maioria depois de serem filtrados e estão prontos para o seu consumo imediato. Estes tipos de Porto não formam borras ou sedimentos na garrafa e, portanto, não é necessário decantá-los. Devem armazenar-se em lugar fresco e com uma temperatura constante. Depois de já terem completado a sua evolução, estes vinhos do porto não se beneficiarão do envelhecimento em garrafa, devendo ser consumidos nos dois anos seguintes do seu engarrafamento.

 

Ruby - É a linhagem de vinhos que correspondem a um bom ano e são engarrafados depois de um tempo de estágio em casco. Existem dois tipos: os jovens e os vintage reserva ou vintage character (classificação de envelhecimento). É um vinho tinto cuja cor vermelha evoca as pedras preciosas do mesmo nome. O Ruby jovem é mais barato, devido ao fato de a sua elaboração implicar menos investimento e armazenamento. É o mais tônico e estimulante de toda a linha. Os Ruby Premium reservas ou vintage character são os vinhos do Porto com “ caráter " de ano de colheita e, regra geral, engarrafam-se aos quatro ou cinco anos. Misturam-se com portos de diferentes colheitas para que adquiram o caráter do Porto de Vintage - corpo, plenitude de sabor, pigmento e suavidade - mas não devem ser confundidos com os Vintage autênticos. Alguns comerciantes ou adegas elaboram vinhos Ruby Vintage character engarrafados aos quatro ou cinco anos com pouca ou nenhuma filtragem, continuando assim a melhorar em garrafa e a formar depósitos, tendo por isso de ser decantados quando se servem. São vinhos de alta qualidade e amadurecem durante mais tempo que o Ruby normal.

 

Tawny - A nomenclatura Tawny vem do inglês e faz referência à cor do vinho, que evoca matizes dourados, alaranjados e torrados. O envelhecimento em carvalho e a sua oxidação fazem com que se transforme a sua cor vermelho - rubi para tons alaranjados, próximo do ruivo- escuro nos mais velhos, adquirindo também, com o tempo, um sabor mais seco. A idade média do Tawny convencional oscila entre os três e os cinco anos. A maioria das adegas também elabora os tawnies selected.

 


Estes provêm da mistura de vinhos com uma idade média entre seis e sete anos. Apresentam um aroma de amêndoas e cerejas. Uma harmonia agradável entre as frutas jovens e secas. Mantêm certa frescura de juventude na boca, com as complexidades torradas da sua permanência na madeira. Os Old Tawnies, de 10, 20, 30 ou 40 anos, chamados também de tawnies datados, constituem mistura de vinhos de diferentes colheitas, cuja idade média é a que indica o rótulo. Estas misturas têm como base vinhos velhos de reserva e vinhos mais jovens que refrescam o tradicional bouquet de amêndoa, resinas, figos secos, cacau e torrados. Algumas adegas elaboram o Tawny colheita, que o apreciador não deve confundir com o Porto Vintage. O Colheita é um vinho semelhante ao Old Tawny. A sua principal diferença reside, como o seu nome indica, no fato de os vinhos provirem de uma só colheita. Segundo a lei, o Colheita deve permanecer pelo menos sete anos em madeira e especificar a data de engarrafamento.

 



Autor: Celso Mathias
Publicação vista 181 vezes


Existe 0 comentário para esta publicação
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Sauvignon Blanc; a uva que amo
Sauvignon Blanc; a uva que amo
Chardonnay: a rainha dos vinhos brancos
Chardonnay: a rainha dos vinhos brancos
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.