Você sabe a diferença entre o Presunto Pata Negra e o Presunto Serrano?

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Quando se pensa em uma farta mesa de aperitivos, um bom presunto é uma das primeiras coisas que nos vêm à cabeça. Os mais conhecidos no mercado são o Pata Negra, também conhecido como Ibérico, e o Serrano. Talvez, por ambos serem de origem espanhola, muitos apaixonados pela iguaria ainda ficam em dúvida sobre o que diferencia um presunto do outro.

Você sabe a diferença entre o Presunto Pata Negra e o Presunto Serrano?

Como reconhecer um autêntico Pata Negra - A maior diferença está na raça e na criação do animal com o qual se fará o presunto (que nesses dois casos, consiste sempre na pata traseira do porco). Para a produção do Pata Negra, é preciso usar porcos que tenham, pelo menos, 50% de genes da raça ibérica. Essa mistura de genes, que costuma acontecer com os da raça Duroc, resulta em um animal maior, que se assemelha a um javali e com a pele mais escura – daí o nome Pata Negra. Eles tendem a produzir uma carne mais avermelhada e a acumular gordura intramuscular, o que deixa o presunto mais suculento do que o Presunto Serrano – e segundo muitos, é a principal razão do sucesso da iguaria.

Outro ponto importante é a alimentação desses animais. Nesse caso, eles têm uma dieta a base de ervas do campo e Bellota, uma espécie de oleaginosa típicas da Espanha. Essa alimentação resulta em um presunto com odor mais intenso.

O processo de maturação do Pata Negra gira em torno de 18 a 36 meses e ele provém, em sua grande maioria, das regiões espanholas de Guijuelo, Dehesa de Extremadura, Huelva e Los Pedroches.


As principais características do Presunto Serrano - Por sua vez, o Presunto Serrano é produzido a partir de animais de diversas raças (que não a ibérica): Duroc, Large White, Pietrain ou Landrace. São animais de menor porte do que os usados na produção do Pata Negra, de carne mais rosada e que concentram uma menor quantidade de gordura entre a carne e a pele, o que faz dele um presunto um pouco menos suculento. Nesse caso, os animais são alimentados com ração, o que resulta em um presunto mais salgado, se comparado ao Pata Negra.


A maturação do Serrano se dá, no mínimo, em 10 meses de cura e, no máximo, em 18 meses. Sua produção ocorre principalmente nas regiões da Salamanca, Teruel ou Trévelez, ainda que se produzam praticamente em toda a Península Ibérica.



Como harmonizar esses embutidos? - De acordo com os espanhóis, a melhor forma de apreciar tanto o Pata Negra, quanto o Serrano, é comê-los puro, para conseguir sentir e distinguir seus sabores fortes – principalmente do Pata Negra. Os catalães indicam comê-lo com pan con tomate – basta colocar um tomate cortado ao meio na superfície de uma fatia de pão, depois é só temperar com azeite de oliva e acrescentar uma fatia de presunto. Para acompanhar, um cálice de Jerez galado, o típico vinho espanhol, ou vinhos rosé, que não contrastam tanto com a gordura desses presuntos.

Agora que você já sabe diferenciar um Pata Negra de um Serrano e aprendeu a melhor forma de saborear essas delícias da culinária espanhola, confira as ofertas de presunto espanhol que a Banca do Ramon preparou para você com os melhores presuntos do mercado. Agora, é só preparar uma mesa deliciosa e receber os amigos!


Autor: Byagn/Agpress
Publicação vista 272 vezes


Existe 0 comentário para esta publicação
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Caviar; nobre e delicioso
Caviar; nobre e delicioso
O Esther Rooftop de Anquier
O Esther Rooftop de Anquier
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.