Bad Girl Crémant de Bordeaux by Jean Luc Thunevin & Murielle Andraud

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Cremant de Bordeaux é a denominação regional para vinhos espumantes branco e rosé da região de Midi-Pyrénées. As espumantes foram produzidas em Bordeaux por mais de 100 anos, mas a denominação só se tornou oficial em abril de 1990. Até hoje, o estilo específico de Cremant de Bordeaux não é tão clara e específica quanto o de outras denominações de Cremant francês, como Cremant de Loire e Cremant d’Alsace. Apenas 250 hectares de vinhedos atualmente são dedicados a produção destes vinhos em todo o Gironde.

Bad Girl Crémant de Bordeaux by Jean Luc Thunevin & Murielle Andraud

 

Bad Girl Crémant de Bordeaux by Jean Luc Thunevin & Murielle Andraud

Cristina Passos       

Cremant de Bordeaux é a denominação regional para vinhos espumantes branco e rosé da região de Midi-Pyrénées. As espumantes foram produzidas em Bordeaux por mais de 100 anos, mas a denominação só se tornou oficial em abril de 1990. Até hoje, o estilo específico de Cremant de Bordeaux não é tão clara e específica quanto o de outras denominações de Cremant francês, como Cremant de Loire e Cremant d’Alsace. Apenas 250 hectares de vinhedos atualmente são dedicados a produção destes vinhos em todo o Gironde.

Ass variedades de uvas de Bordeaux clássicas prevaleceram, com os vinhos espumantes, sendo feitos com as mesmas variedades. Estes incluem as variedades brancas Sauvignon Blanc, Semillon e Muscadelle e as castas Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Carmenère, Malbec, Merlot e Petit Verdot. As castas dominantes são Sauvignon Blanc, Semillon e Muscadelle. Os vinhos espumantes da região são divididos em 85% brancos e 15% rosés. Um bom Cremant de Bordeaux tem efervescência firme, persistente e um nariz complexo. O uso de Semillon é responsável por aromas florais e gramíneas.

Jean Luc Thunevin e Murielle Andraud nos presenteia com a criação de dois Crémants de Bordeaux. O Blanc Brut e o Rosé Brut.

Bad Girl Rosé Brut – Feita 100% de Cabernet Franc provenientes de “Entre Deux Mers”, região está aonde se encontra um prefeito equilíbrio entre fruta e a acidez. Colheita realizada a mão em pequenas cestas. Não faz fermentação maloláctica ou filtração esterilizante. São utilizados 150 kg de uvas para produzir 100 litros de suco. O vinho é fermentado a 18° graus Celsius. O envelhecimento sobre as borras, ou seja, segunda fermentação ocorre dentro da garrafa em um ambiente com pouquíssima luz, e se dá por 20 meses a uma temperatura constante de 12°.

O resultado é um Crémant um rosa escuro, intenso, com bolhas elegantes, finas e abundantes. O nariz é expressivo e franco com algumas notas florais, misturadas com aromas de frutas vermelhas, framboesas e groselhas, a sensação aromática é doce. Em boca é, frutado e equilibrado, muito fresco e redondo. Um final elegante e fino, com um equilíbrio entre a fruta e acidez que é muito bem-sucedido.

Bad Girl Blanc Brut – Feita de 70% Sémillon, 20% Cabernet Franc e 10% Muscadelle. Colheita realizada a mão e são cuidadosamente examinadas para descartar quaisquer frutos verdes ou danificados. As uvas são enviadas diretamente para a prensa sem qualquer esmagamento prévio, onde o suco é clarificado e filtrado para se obter o mosto. São utilizados 150kg de uvas para produzir 100 litros de suco. O vinho é fermentado a 18° graus Celsius em tanques de inox, resultando no “vinho base”. Os vinhos são então misturados na proporção 70% Sémillon, 20% Cabernet Franc e 10% Muscadelle. O envelhecimento sobre as borras, ou seja, segunda fermentação ocorre dentro da garrafa em um ambiente com pouquíssima luz, e se dá por 18 meses a uma temperatura constante de 12°.

O resultado é um Crémant intenso e ao mesmo tempo delicado, com um aroma fino e complexo e uma elegância reveladora em boca. Um espumante fresco, nervoso com uma acidez magnífica.

 

 

s variedades de uvas de Bordeaux clássicas prevaleceram, com os vinhos espumantes, sendo feitos com as mesmas variedades. Estes incluem as variedades brancas Sauvignon Blanc, Semillon e Muscadelle e as castas Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Carmenère, Malbec, Merlot e Petit Verdot. As castas dominantes são Sauvignon Blanc, Semillon e Muscadelle. Os vinhos espumantes da região são divididos em 85% brancos e 15% rosés. Um bom Cremant de Bordeaux tem efervescência firme, persistente e um nariz complexo. O uso de Semillon é responsável por aromas florais e gramíneas.

Jean Luc Thunevin e Murielle Andraud nos presenteia com a criação de dois Crémants de Bordeaux. O Blanc Brut e o Rosé Brut.

Bad Girl Rosé Brut – Feita 100% de Cabernet Franc provenientes de “Entre Deux Mers”, região está aonde se encontra um prefeito equilíbrio entre fruta e a acidez. Colheita realizada a mão em pequenas cestas. Não faz fermentação maloláctica ou filtração esterilizante. São utilizados 150 kg de uvas para produzir 100 litros de suco. O vinho é fermentado a 18° graus Celsius. O envelhecimento sobre as borras, ou seja, segunda fermentação ocorre dentro da garrafa em um ambiente com pouquíssima luz, e se dá por 20 meses a uma temperatura constante de 12°.

O resultado é um Crémant um rosa escuro, intenso, com bolhas elegantes, finas e abundantes. O nariz é expressivo e franco com algumas notas florais, misturadas com aromas de frutas vermelhas, framboesas e groselhas, a sensação aromática é doce. Em boca é, frutado e equilibrado, muito fresco e redondo. Um final elegante e fino, com um equilíbrio entre a fruta e acidez que é muito bem-sucedido.

Bad Girl Blanc Brut – Feita de 70% Sémillon, 20% Cabernet Franc e 10% Muscadelle. Colheita realizada a mão e são cuidadosamente examinadas para descartar quaisquer frutos verdes ou danificados. As uvas são enviadas diretamente para a prensa sem qualquer esmagamento prévio, onde o suco é clarificado e filtrado para se obter o mosto. São utilizados 150kg de uvas para produzir 100 litros de suco. O vinho é fermentado a 18° graus Celsius em tanques de inox, resultando no “vinho base”. Os vinhos são então misturados na proporção 70% Sémillon, 20% Cabernet Franc e 10% Muscadelle. O envelhecimento sobre as borras, ou seja, segunda fermentação ocorre dentro da garrafa em um ambiente com pouquíssima luz, e se dá por 18 meses a uma temperatura constante de 12°.

O resultado é um Crémant intenso e ao mesmo tempo delicado, com um aroma fino e complexo e uma elegância reveladora em boca. Um espumante fresco, nervoso com uma acidez magnífica.

 

 


Autor: C. Passos
Publicação vista 380 vezes


Existe 0 comentário para esta publicação
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Entenda o vinho do porto
Entenda o vinho do porto
Sauvignon Blanc; a uva que amo
Sauvignon Blanc; a uva que amo
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.