Que País É Esse?

quinta-feira, 30 de março de 2017

Matéria produzida originalmente em outubro de 2015 e acessada por 516 pessoas, mostra que nesses quase dois anos, o Brasil não piorou, apenas revelou mais falcatruas e mais ladrões. Releia! Que País É Esse? Que País É Esse? Nas favelas, no Senado Sujeira pra todo lado Ninguém respeita a Constituição Mas todos acreditam no futuro da nação Que país é esse? Os versos de Renato Russo nunca foram tão atuais.Lula paz e amor, aquele que um dia Obama chamou de “O cara” (até tu Obama?), enganou uma nação e até o mundo. Saudades de Sergio Porto e seu Samba do crioulo doido.

Que País É Esse?


Quem diria que, com uma enorme pressão do PT, o homem que perdeu a Presidência da república por causa de uma Fiat Elba, viraria seu aliado para, como senador do pequeno estado de Alagoas, berrar no plenário do Congresso Nacional em defesa de sua frota que vai de modestas Land Rover, passa por Rols Royce e voa em helicópteros ultramodernos, tudo descaradamente roubado do povo brasileiro.


“E ainda não se tem publicamente um mapa do mal que esse desgoverno causou à nação. Como um Midas ao avesso, onde o PT pôs a mão, virou excremento”.

Aliás, no mesmo tipo de helicópteros e jatos ultramodernos onde voa o ex líder operário Lula, que segundo Romeu Tuma Jr, foi colaborador contumaz da ditadura militar: "O que conto no livro é o que vivi no Dops. Eu era investigador subordinado ao meu pai e vivi tudo isso. Eu e o Lula vivemos juntos esse momento. Ninguém me contou. Eu vi o Lula dormir no sofá da sala do meu pai. Presenciei tudo. O Lula era informante do meu pai no Dops".

“Em uma empresa privada, o executivo que permitisse os seus subordinados fazer o que os de Dilma fizeram, mesmo que esse não tivesse levado um centavo em benefício próprio, seria pela absoluta incompetência, no mínimo, demitido por justa causa! O mesmo raciocínio, aplica-se ao ex presidente Lula, aquele que “não sabia de nada”.


Esse mesmo PT que um dia foi para as ruas insuflar os caras-pintadas no movimento para derrubar Fernando Collor, que junto com seu tesoureiro PC Farias, teria se apoderado de algo como um bilhão de dólares, uma mixaria diante do rombo que o PT e seus aliados já fizeram nos cofres públicos, por ironia, com o apoio do então líder estudantil Lindbergh Farias, hoje senador, amicíssimo de Fernando Collor e ambos enrolados até o pescoço com os crimes apurados pela Operação Lava Jato.

“Esse país é forte e seu povo fraco, cego. Há treze longos anos o governo do PT tenta quebra-lo. Primeiro, enganando a todos, Lula conseguiu em fim, após fazer acordo com o diabo (é bom tirar Deus dessa história) eleger-se Presidente da República, levando com ele, praticamente toda a aquadrilha que hoje encontra-se atrás das grades”.

Outro oportunista, apesar de ser um líder estudantil, Lindbergh Farias não chegou a se formar. Tentou medicina e direito (matérias muito semelhantes), mas não conseguiu ir até o fim. Por que? A intenção do cidadão era ter fama com a situação política complicada do país à época. Conseguiu! Após o fim da liderança estudantil, elegeu-se deputado federal por dois mandatos consecutivos. Em seguida, foi eleito e reeleito prefeito de Nova Iguaçu (RJ), e é atualmente senador da República do PT.

E continua o “Samba do crioulo doido”. Ícones do regime militar como José Sarney, Paulo Maluf, Edson Lobão e outros menos votados, também se aliaram ao PT que mais tarde trouxe para o seio do comando do país, outros nomes outrora considerados escória pelo PT: Jader Barbalho, Renan Calheiros, Henrique Meirelles e o hoje quase Adversário, Eduardo Cunha, cria de Fernando Collor.

“Eu e o Lula vivemos juntos esse momento. Ninguém me contou. Eu vi o Lula dormir no sofá da sala do meu pai. Presenciei tudo. O Lula era informante do meu pai no Dops".

Renan é aquele que em 2007 renunciou à Presidência do Senado para não perder o mandato. Na época, a revista “Veja” divulgou que um lobista da Mendes Júnior, Cláudio Gontijo, pagava o aluguel de R$ 4.400 mensais de um apartamento onde morava a amante de Renan, Mônica Veloso com as duas filhas. O lobista, segundo a denúncia, também pagava R$ 12 mil mensais de pensão para a filha de Renan. Com o estouro do caso, para não ser cassado, Renan renunciou à presidência do Senado. É esse mesmo Renan que a memória curta do povo brasileiro e dos seus pares no Senado, voltaram a guindar à presidência do Congresso Nacional. É esse mesmo Renan que a Operação Lava Jato tenta colocar na cadeia e o governo do PT o tem como “homem de confiança” no Poder Legislativo.

“Fernando Collor, que junto com seu tesoureiro PC Farias, teria se apoderado de algo como um bilhão de dólares, uma mixaria diante do rombo que o PT e seus aliados já fizeram nos cofres públicos, por ironia, com o apoio do então líder estudantil Lindbergh Farias”.

Esse país é forte e seu povo fraco, cego. Há treze longos anos o governo do PT tenta quebra-lo. Primeiro, enganando a todos, Lula conseguiu em fim, após fazer acordo com o diabo (é bom tirar Deus dessa história) eleger-se Presidente da República, levando com ele, praticamente toda a a quadrilha que hoje encontra-se atrás das grades. No seu primeiro mandato, distribuiu renda, principalmente entre ele, seus amigos e parentes e começou a quebrar o país. Entretanto, nem o escândalo do Mensalão, conseguiu evitar que ele fosse reeleito e, fizesse sua sucessora, a destrambelhada ex guerrilheira Dilma Rousseff, uma marionete que como presidente do conselho da Petrobras, nunca enxergou o rombo que os seus ratos faziam na estatal. Em uma empresa privada, o executivo que permitisse os seus subordinados fazer o que os de Dilma fizeram, mesmo que esse não tivesse levado um centavo em benefício próprio, seria pela absoluta incompetência, no mínimo, demitido por justa causa! O mesmo raciocínio, aplica-se ao ex presidente Lula, aquele que “não sabia de nada”.

“Até no Poder Judiciário, a mão podre do PT impôs nas mais altas cortes, seus sicários sem a menor qualificação e muito menos postura moral para exercer a função”.

Pois, mesmo assim, com a Operação Lava Jato esfregando na cara da sociedade o enorme rombo que já se apresentava na estatal que o PT e seus aliados privatizaram para eles; Dilma foi reeleita!

E foi reeleita em uma verdadeira fraude eleitoral. Mentindo, enganado, escamoteando e vendendo na sua propaganda mentirosa, um Brasil presente e futuro que só existia na propaganda paga a peso de ouro com dinheiro roubado da nação.

E ainda não se tem publicamente um mapa do mal que esse desgoverno causou à nação. Como um Midas ao avesso, onde o PT pôs a mão, virou excremento. Os Correios que já foi modelo de excelência mundial, os fundos de pensão, os bancos públicos, os organismos reguladores como Infraero e Anatel, a saúde, a educação e, finalmente, a economia do país que está em frangalhos sangrada pela má administração e, principalmente pela roubalheira.

Até no Poder Judiciário, a mão podre do PT impôs nas mais altas cortes, seus sicários sem a menor qualificação e muito menos postura moral para exercer a função.

Qualquer semelhança, é mera coincidência!


Depois desse pequeno relato, a pergunta é: O que falta para Dilma devolver o Brasil aos brasileiros?


Autor: Celso Mathias
Publicação vista 903 vezes


Existe 1 comentário para esta publicação
terça-feira, 6/10/2015 por HC-MAIA
Literatura de Conte?do Tipo Eb? de Esquina..
Ap?s cuidadosa leitura da mat?ria,o meu aparelho de celular deu um curto e apagou o painel luminoso.Cruz Credo!!Quanta Negatividade!!
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Religião e vício; não se discute!
Religião e vício; não se discute!
A tática do “vai passar”
A tática do “vai passar”
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.