Grécia; eu estive aqui

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Atualmente, em Atenas ainda é possível fazer uma ingressão pela civilização grega, através dos edifícios que teimam em estar de pé, na cidade moderna. Constituída por 427 ilhas, a Grécia é um dos países mais pobres da União Europeia. Atenas, a capital, é uma cidade onde a memória da cultura clássica quase se dissipa entre a nova construção urbanística completamente desmedida. Mas Atenas não é propriamente uma cidade calma. O trânsito é intenso e a poluição também.

Grécia; eu estive aqui


E

ntre a selva urbana desta metrópole, a grande atração turística são os famosos monumentos/edifícios que remontam à época clássica. Lembre-se que este local já foi o centro do mundo e a origem de toda a cultura ocidental. Foi neste país que nasceu a filosofia e o teatro e onde muitas outras ciências deram os seus primeiros passos. Umas das paragens obrigatórias de qualquer viajante são a Acrópole e o Bairro Antigo (Plaka). Para fazer compras, Atenas tem uma espécie de “feira da ladra”, onde o ambiente é de algazarra e onde é possível adquirir uma panóplia de artigos e velharias. 

Homenagem a Atena – A Acrópole é o símbolo máximo da cultura helênica. A sua construção remonta à data de 500 a.C e, felizmente, ainda conserva os seus monumentos. Em tempos, foi o local mais idolatrado pelo povo ateniense, pois era onde habitavam os seus deuses, daí terem sido construídos templos em homenagens àquelas entidades superiores. De todos, o mais importante é o Parthenon. O seu material de construção é o mármore e foi erguido em homenagem a Atena, a deusa da guerra e da sabedoria, protetora da razão e das artes, das ciências e das indústrias. Por sua vez, a Grécia Insular é deslumbrante. Existem dezenas de ilhas do arquipélago de Cyclades, no mar Egeu, que podem ser visitadas para passar umas belas férias com sol, praia e muito descanso. Cada uma delas tem um significado místico diferente, qualquer um deles interessante de se descobrir. Em cada ilha, os forasteiros poderão desfrutar de vários prazeres e emoções: esportes aquáticos, passeios culturais, discotecas animadas e de um pôr-do-sol inesquecível.

Os restaurantes de comida grega são bastante agradáveis. Os queijos são muito saborosos e as saladas frescas são variadas e deliciosas. Quem é apreciador de azeite e de vegetais gostará, certamente, da cozinha típica grega. Um dos pratos mais conhecidos é a espetada bem regada com vinho tradicional, que se distingue por ser resinoso. Além de antiguidades, também se podem comprar na Grécia belíssimas peças bordadas, vinhos e tapetes.

DICAS

O que fazer:

Visitar a Acrópole, fazer compras na “feira da ladra” e passear por Plaka – o Bairro Antigo. Também aconselho um roteiro por uma ou mais ilhas, onde poderá desfrutar um pôr-do-sol fabuloso, praticar esportes náuticos, descansar e aproveitar a animação da vida noturna.

PARA QUEM AMA O VINHO!

Na macedônia se produziu o famoso vinho Thasos e hoje se produz os mais valiosos do país como o Nausa, o Amindeo, o Gumenisa e o Aguioritico entre outros.

Beber vinho na Grécia, apreciar a cozinha mediterrânea em uma boa companhia, e um programa imperdível. Recomendo!

Na década passada, minha amiga Antônia Doukas foi a embaixatriz da Grécia no Brasil. A essa guerreira de muita fibra dedico essa matéria.

    

Cheers, embaixatriz!



Autor: Celso Mathias
Publicação vista 790 vezes


Existe 0 comentário para esta publicação
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
NY; eu estive aqui
NY; eu estive aqui
Meio século de bons serviços
Meio século de bons serviços
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.