O gene do esporte

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Aos 15 anos, o atleta – que irá competir pela equipe do colégio Interação –, além de realizar durante pouco mais de quatro meses, treinos diários na piscina (em média 10 a 11 quilômetros) ainda conseguiu fôlego para exercer outra modalidade esportiva: o surfe. Primo de Maurício Abreu, uma legenda do surf mundial hoje vivendo no Hawaii, ambos da tradicional família Abreu de Euclides da Cunha, o jovem Vinicius Abreu ( foto ) carrega no sangue o gene do esporte.

O gene do esporte

 

 

A distância entre a Praia do Duro, em Mar Grande e o Porto da Barra, palco da chegada da 47ª Aquarius Fresh Travessia Mar Grande/Salvador é de 12 quilômetros, que pode variar, porém, para 13 ou 14, conforme o tipo de maré e até mesmo graças às dicas do guia.

Na teoria, um problema a mais, principalmente, quanto ao desgaste físico. Na prática, a situação é outra. Pelo menos é o que considera o nadador Vinicius Abreu, que tem um “trunfo na manga”. Aos 15 anos, o atleta – que irá competir pela equipe do colégio Interação –, além de realizar durante pouco mais de quatro meses, treinos diários na piscina (em média 10 a 11 quilômetros) ainda conseguiu fôlego para exercer outra modalidade esportiva: o surfe. Primo de Maurício Abreu, uma legenda do surf mundial hoje vivendo no Hawaii, ambos da tradicional família Abreu de Euclides da Cunha, o jovem esportista carrega no sangue o gene do esporte.

“Só parei agora. Porque esta última semana é de total descanso”, contava Vinicius que estreará na tradicional travessia promovida pelo Grupo A Tarde, pela categoria juvenil. Apesar disso, a confiança num bom desempenho é total.“Treinei firme para me dar bem. O surfe ainda me ajudou a relaxar, pensar na prova, analisar as marés”, contou, enquanto era observado atentamente pelo técnico Rodrigo Nova.

Este, por sua vez, fez questão de ressaltar os momentos específicos que a modalidade no mar ajudou aos treinos. Primeiro, as atividades eram feitas em horários diferentes. Além de haver uma periodicidade.

“Não era todo dia não. Além, de poucas horas. No máximo, duas. O surfe foi bom para ajudar na parte neuromuscular, fortalecer a região do tríceps; a parte cardiovascular, além de aumentar a sensibilidade e o conhecimento com as marés”, afirmou, Nova, que já disputou a Mar Grande em três oportunidades.

Este ano, desde janeiro, é responsável pela equipe do colégio Interação, que conta com nove nadadores.

Na segunda-feira, 11, Vinicius, acompanhado do pai, Glicério Júnior, de Rodrigo Nova e do amigo Pedro Aleno ,  melhor atleta do ano na categoria juvenil , saíram de Salvador às 6 horas da manhã e, de lancha, foram analisar o local da largada: a praia do Duro, em Mar Grande.

“Vinicius e o Pedro chegaram a cair no mar e nadaram uns 1.500 metros. Foi mais um treino de relaxamento. Ver como é o local. Afinal, são estreantes”, contava Glicério, que aproveitou a oportunidade para resolver as últimas pendências referentes à estadia no local.

“Vamos dormir na ilha (de Itaparica). Preferimos assim, porque seria muito desgastante acordar no domingo de madrugada, pegar uma lancha e ir para lá. Tem gente que prefere fazer isso, nós não”, disse.

Ciente da importância da tradicional prova, Vinicius quer usar o desempenho como “cartão de visita” na busca por patrocinadores. Este ano, seu principal objetivo é conseguir o apoio do programa estadual Faz Atleta e, consequentemente, disputar o circuito nacional de Maratonas Aquáticas.

“É o sonho de qualquer atleta representar o nome do estado lá fora. Complicado é arranjar patrocínio e espero que me dê bem na Praia do Duro em Mar Grande e depois, o apoio surja”, concluiu Vinicius, que encerrou 2009 como o terceiro colocado na categoria juvenil do circuito baiano de maratonas.


Autor: Fonte: A Tarde online/Celso Mathias
Publicação vista 2136 vezes


Existe 2 comentários para esta publicação
domingo, 17/1/2010 por sargento kangasseiro
euclidense nao e brinquendo
parabens.isso prova que o euclidense e antes de tudo um forte batalhador.Vao em frente juventude
sexta-feira, 15/1/2010 por Maria Aparecida P. Mendes.
Esportes.
PARABÉNS! Maurício e Vinicius Abreu.
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Olimpiadas & crueldade
Olimpiadas & crueldade
Engodo do futebol-empresa
Engodo do futebol-empresa
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.