De corpo e alma

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Foi quando as duas mãos começaram a massagear o rosto fazendo com que os olhos se fechassem que se iniciou a compreensão do que é o Incosol: um porto de abrigo para o corpo e a alma dos mais afortunados. São dez da manhã neste original hotel/SPA localizado na Costa do Sol espanhola, que leva a sério a máxima da mente sã em corpo são, neste caso através de uma massagem facial depois de um café da manhã substancial e equilibrado.

De corpo e alma



Os detalhes já tinham anunciado que se estava, de fato, num local diferente do habitual. Junto à mesinha de cabeceira havia um menu com uma lista de travesseiros. Um telefonema e, dez minutos depois, estavam batendo à porta com um modelo Pisa, anatômico, nem muito macio, nem muito duro. Um sono na medida. 


A circulação pelos corredores faz-se de roupão amarelo, vestimenta igualitária que só o deixa de ser ao jantar com os cheiros a óleos de massagem invadindo harmoniosamente o ambiente. É o acesso a uma das zonas positivas, roubando as palavras do psicólogo do Incosol, especialista no combate ao stress. 


O que aqui se faz, numa abordagem holística, é verificar as necessidades de cada um, ajudar a combater os malefícios do cotidiano e fornecer-lhe ensinamentos e ferramentas para lidar com a dura realidade que é a vida fora deste oásis de mimos. “Mima-me” é, aliás, um dos programas a que se pode ter acesso, e que consiste em descanso, boa alimentação e muitas massagens. A localização do Incosol é, por si só, um calmante. O jardim, pequeno mas variado e bem cuidado, permite passeios relaxantes. A temperatura média de vinte graus que se verifica no local, ajudada por uma piscina aquecida, parcialmente coberta, convida a um prolongamento da saúde pela água, enquanto se perde a vista no mediterrâneo. 

O toque personalizado é um dos truques que tornam este local atraente. Aqui, uma hidromassagem não é um corpo abandonado numa banheira grande, mas sim um espaço intimista onde alguém devidamente credenciado vai fazendo uma massagem debaixo de água, localizada, por todo o corpo. O momento menos agradável é o seu complemento, que consiste em conduzir o corpo relaxado para uma sala, lançando um forte jato de água contra o tronco e membros indefesos, dois braços desesperados agarrados a uma barra solitária, com o requinte de aparente malvadeza que é começar com água quente e terminar. No final, dizem que a circulação do sangue melhora, sentindo-se um calor interno. É verdade, mas ainda está por provar se não é o resultado da transposição do obstáculo. Enfim, nada que uma boa sauna não resolva, principalmente se depois vier uma massagem neurosedante, com um par de mãos a percorrer todos os músculos, ou uma reflexologia, sendo esta última totalmente focalizada nos pés, essas partes esquecidas do corpo que tanto sofrem e onde se localizam todos os nossos pontos energéticos. Se por vezes o desfazer dos nós instalados pela agressividade do dia-a-dia pode ser algo doloroso, o certo é que o que dói cura, e os efeitos prolongam-se além da estadia. Para melhor verificar as necessidades de cada um, há uma equipe clínica multidisciplinar, que elabora um check-up, permitindo depois saber ao certo o que combater e de que forma. Assim, depressa você se verá deitado numa maca, imóvel, enquanto um aparelho, parecido com um megascanner, lhe passa por cima. O resultado é um “raio-x” de corpo inteiro que lhe mede o peso, mas, mais do que isso, informa sobre condições como os níveis de cálcio e de gordura, bem como a sua localização no corpo. 

Ana Rojas, responsável pela medicina interna, sublinha que esta análise, chamada de densiometria, “é importante para verificar a composição de gordura, músculos, vísceras e água no corpo. É fundamental, por exemplo, verificar a porcentagem de gordura em relação ao peso, e observar a sua localização. Se está muito concentrada no tronco, por exemplo, relacionando-se com problemas de obesidade, poderá provocar maiores riscos de alto colesterol, enfartes, etc.” Para quem tem mais peso de ossos do que gordura, chegando mesmo a bater o recorde dos mínimos observados por esta especialista, esse não é, de fato, um problema, mas o é sem dúvida para muitas pessoas. O combate é feito através de uma dieta selecionada, mas ainda assim variada e saborosa, com a ajuda de nutricionistas dietistas, e sob o olhar atento do chefe da cozinha, que mostra a todos a qualidade dos elementos que tem à disposição. Neste caso, as múltiplas e variadas massagens servem também para relaxar, permitindo uma melhor aceitação da mudança dos hábitos alimentares. Fenômenos como o “ballancer” permitem atacar o que está a mais no corpo, através de uma drenagem linfática. O exercício consiste em, deitado numa maca, enfiar as duas pernas numa espécie de macacão que faz lembrar os da NASA. Durante meia hora, através de um fenômeno de sucção que parece funcionar em espiral, de baixo para cima, são retirados alguns excessos. 

Apesar de já existir há cerca de 30 anos, tendo na época o Incosol sido pioneiro na aposta da união entre a idéia de saúde pela água (SPA) e estadia confortável, contando com hóspedes históricos como Aga Khan ou a princesa Soraya, o certo é que tem sofrido transformações e uma nova dinâmica sob os auspícios de Juan García Egocheaga, um basco que viu aqui um bom negócio. É que não só há cada vez mais pessoas com posses e necessidades de descanso ou de emagrecimento saudável, como ainda encontraram o que de mais parecido existe com a mítica fonte da juventude. Chama-se programa “Juventa”, assim batizado segundo a lenda clássica que originou o mito. José Luiz Guijarro, diretor médico – ficando a parte hoteleira a cargo de José Alarcón Gonçalez – explica que a filosofia do programa “é essencialmente de prevenção. Através de um tratamento personalizado, procuramos atrasar os sintomas de envelhecimento precoce, causados pelo stress ou maus hábitos alimentares. Atacamos os problemas e ajudamos a pessoa a viver melhor, mais tempo, e mais feliz consigo e com o seu corpo”. O programa é aconselhado para todos os que têm mais de 45 anos, fase em que o desgaste do cotidiano se começa a fazer notar. Para se ter uma idéia dos preços, o programa, de dez dias, com tudo incluído, custa cerca de 4.500 dólares. Com ou sem mito da fonte da juventude, o fato é que aqui nasce a esperança de um aumento da média de vida 



A Serra Branca, assim apelidada pelas suas características geológicas, domina a vertente norte da paisagem, mas é o imenso azul do Mediterrâneo que faz a moldura da paisagem ocidental da Costa do Sol. Tendo como pólo principal a histórica cidade de Málaga, com o seu pequeno mas útil aeroporto, a auto-estrada permite chegar a Incosol e à zona de Marbella em 30 minutos. A distância entre Incosol e Marbella é de cerca de dez minutos de carro permitindo assim uma vista imprescindível sem o incômodo de um deslocamento moroso. Fundada em 1600 AC pelos romanos, Marbella ganhou o seu nome atual depois da presença muçulmana, que a apelidaram de “Marbi-la”. Hoje é a referência máxima desta região, seja pelo interesse histórico e arquitetônico do centro ou pela popularidade ganha pela constante presença do Jet-set nacional e internacional atraído pelo interesse histórico e arquitetônico do centro ou pelo micro-clima da região. É aqui que se fazem muitas das fotografias e reportagens que preenchem as revistas românticas, embelezadas pelos 320 dias de sol por ano, com temperatura média de 20 graus. A preservação da parte histórica é um fato a se destacar, valendo a pena passear entre as casas andaluzes bem cuidadas, descansar num pátio com laranjeiras ou recuar no tempo olhando para os vestígios do castelo árabe. Uma visita ao Museu do Bonsai também pode ser uma boa opção. Para os apreciadores, a escolha de um campo de golfe só se torna difícil pela quantidade quase absurda de opções disponíveis. 


A opção mais vip obriga a uma visita a Puerto Banús, situado a seis quilômetros de Marbella, e que, desde que foi inaugurado em 1970, se tornou o ponto de encontro dos iates mais luxuosos do planeta, emoldurado por lojas de marcas, abertas até altas horas. Em termos de gastronomia, destaque, obviamente, para a Andaluz e Mediterrânica, ganhando o pescado em detrimento da carne. 

Ficam duas recomendações, experimentadas “in loco”, seja pelo atendimento ou pela qualidade das entradas e dos pratos principais: La Pesquera Plaza de La Victoria (Casco Antiguo) Marbella – Tel.: 952765170. La Torre Muelle de Honor (Club de Mar) Puerto Banús – Tel.: 9528 11561


Autor: Celso Mathias
Publicação vista 1676 vezes


Existe 0 comentário para esta publicação
Enviar comentário


Confira na mesma editoria:
Buenos Aires; estive aqui!
Buenos Aires; estive aqui!
Florença: eu estive aqui
Florença: eu estive aqui
Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.