segunda-feira, 5 de agosto de 2019
No início dos anos 60, fomos morar na Rua Oliveira Brito, em uma casa que meu pai alugara de um senhor de nome Abdon. Na casa ao lado, onde ainda reside a Perpetua, morava a família Pinheiro, cujo patriarca, José Lourenço, era sobrinho neto da minha avó materna, Chica Pinheiro. Zé Dílson, na mesma faixa de idade que eu, foi meu grande companheiro de traquinagens da infância. Após quarenta anos mundo afora, há dez, voltei a viver em Euclides da Cunha, onde encontrei meu amigo Zé Dílson atuando no mesmo ramo que eu, fazendo a crônica diária da cidade e com enorme identidade comigo. Para ele que nos deixou ontem escrevi em 14 de março de 2009, o texto que agora reproduzo com imensa tristeza:A voz de Euclides
Conexão Euclidense
A voz de Euclides calou
No início dos anos 60, fomos morar na Rua Oliveira Brito, em uma casa que meu pai alugara de um senhor de nome Abdon. Na casa ao lado, onde ainda reside a Perpetua, morava a família Pinheiro, cujo patriarca, José Lourenço, era sobrinho neto da minha avó materna, Chica Pinheiro. Zé Dílson, na mesma faixa de idade que eu, foi meu grande companheiro de traquinagens da infância. Após quarenta anos mundo afora, há dez, voltei a viver em Euclides da Cunha, onde encontrei meu amigo Zé Dílson atuando no mesmo ramo que eu, fazendo a crônica diária da cidade e com enorme identidade comigo. Para ele que nos deixou ontem escrevi em 14 de março de 2009, o texto que agora reproduzo com imensa tristeza:A voz de Euclides
segunda-feira, 24 de junho de 2019
Hoje me veio à memória a lembrança de um tempo que embora não esteja tão distante, em certos momentos me parece tão longe... Um tempo em que a marca dessa cidade ainda era o World Trade Center, que a Rua 42 ainda não tinha sofrido os efeitos da “Tolerância Zero” de Rudolf Giuliani, que o Russian Tea Room (foto) ainda não tinha sido reformado, que o “after theatre” dos atores da Broadway era feito no Rosa’s Place onde, ela mesma, a Rosa recebia a todos com seu sorriso mineiro.
Turismo e Hotelaria
Caderno de Viagem
Hoje me veio à memória a lembrança de um tempo que embora não esteja tão distante, em certos momentos me parece tão longe... Um tempo em que a marca dessa cidade ainda era o World Trade Center, que a Rua 42 ainda não tinha sofrido os efeitos da “Tolerância Zero” de Rudolf Giuliani, que o Russian Tea Room (foto) ainda não tinha sido reformado, que o “after theatre” dos atores da Broadway era feito no Rosa’s Place onde, ela mesma, a Rosa recebia a todos com seu sorriso mineiro.
domingo, 23 de junho de 2019
É justo que esta lista deva ser preparada com algum exotismo, afinal de contas, é por isso que os italianos são famosos. Acho que é preciso esperar igualmente certa liberdade criativa do autor numa lista como esta. Alguns destes carros cairão que nem uma luva, mas outros poderão gerar controvérsia. Na foto de abertura, uma “concentração” de vaidades; só F40!
Automóveis
Os dez carros italianos mais cobiçados de todos os tempos
É justo que esta lista deva ser preparada com algum exotismo, afinal de contas, é por isso que os italianos são famosos. Acho que é preciso esperar igualmente certa liberdade criativa do autor numa lista como esta. Alguns destes carros cairão que nem uma luva, mas outros poderão gerar controvérsia. Na foto de abertura, uma “concentração” de vaidades; só F40!


domingo, 23 de junho de 2019
Poucos pratos representam uma região como um Boeuf Bourguignon representa a Borgonha. Hoje, sugerimos uma receita quase tradicional, mas com um leve toque de brasilidade, servida com um cremoso purê de batata baroa. Sucesso garantido. Com tantas receitas clássicas espalhadas pelo mundo, é muito difícil definir um top 10 de receitas clássicas França. No entanto, uma coisa é certa: ninguém contestaria a entrada de um Boeuf Bourguignon entre os ícones gastronômicos do país.
Paladar
Boeuf Bourguignon e bons vinhos!
Poucos pratos representam uma região como um Boeuf Bourguignon representa a Borgonha. Hoje, sugerimos uma receita quase tradicional, mas com um leve toque de brasilidade, servida com um cremoso purê de batata baroa. Sucesso garantido. Com tantas receitas clássicas espalhadas pelo mundo, é muito difícil definir um top 10 de receitas clássicas França. No entanto, uma coisa é certa: ninguém contestaria a entrada de um Boeuf Bourguignon entre os ícones gastronômicos do país.
quinta-feira, 30 de maio de 2019
Houve um tempo que era como se fôssemos irmãos. Brigávamos como irmãos, nos amávamos como irmãos; éramos irmãos! Era assim essa cidade que hoje se espalha do Pau Miúdo, passando pelo Corte Grande e se estendendo até o Jegue Morto, localidades que à época, eram só mato, eram distantes. Naquela época, as autoridades tinham autoridade, amizades valiam mais que o dinheiro e valentia era documento de honradez. Os tempos são outros os modos são outros, as relações são outras. Quem não viveu esse tempo; perdeu!
Conexão Euclidense
Gentileza gera gentileza ou a Euclides da Cunha que nós perdemos!
Houve um tempo que era como se fôssemos irmãos. Brigávamos como irmãos, nos amávamos como irmãos; éramos irmãos! Era assim essa cidade que hoje se espalha do Pau Miúdo, passando pelo Corte Grande e se estendendo até o Jegue Morto, localidades que à época, eram só mato, eram distantes. Naquela época, as autoridades tinham autoridade, amizades valiam mais que o dinheiro e valentia era documento de honradez. Os tempos são outros os modos são outros, as relações são outras. Quem não viveu esse tempo; perdeu!


Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.