segunda-feira, 12 de outubro de 2020
Decorria o ano de 2013 e, como parte da intervenção urbanística feita pela então prefeita Fátima Nunes, que já havia reconstruído a Praça Duque de Caxias, modernizado e requalificado a Av. Ruy Barbosa, além de construir a Praça da Juventude, chegara a vez do antigo Açougue Público Municipal, já interditado diante das precárias condições, para dar lugar ao que foi considerado o maior investimento na área cultural em toda história de Euclides da Cunha: a Casa da Cultura. * O Açougue Público Municipal de Euclides da Cunha, foi concluído na década de 60 durante a Administração de Zuza Bezerra e tem um cabedal de histórias fantásticas. Como personagens principais, os comerciantes de carne que geraram descendentes que ocupam posição de destaque no meio em que vivem, como o historiador José Dionísio Nóbrega, filho de Sebastião Magarefe, o advogado Rafael Santana, que ao lado da mãe, Lourdes, explorou a venda de carne em uma banca em frente ao açougue e até Gustavo Cabral de Miranda, um tucanense que passou pelo comércio de carnes como um modesto balconista em um dos açougues da cidade e hoje é cientista reconhecido mundialmente, com passagens por universidades como a de Oxford, na Inglaterra. Mas não foi apenas através das letras que os personagens do velho açougue conquistaram um lugar ao sol. Números também ajudaram. É o caso do empresário Marinaldo Guerra, menino pobre de Cícero Dantas, chegou Em Euclides da Cunha aos seis anos de idade, e aos 14, acompanhado dos pais, cortava e vendia, alguns quilos de carne. Hoje, é uma grande pecuarista que comercializa em torno de 150 toneladas de carne/mês. Com vocês, Marinaldo Guerra!
Conexão Euclidense
De menino pobre a grande pecuarista
Decorria o ano de 2013 e, como parte da intervenção urbanística feita pela então prefeita Fátima Nunes, que já havia reconstruído a Praça Duque de Caxias, modernizado e requalificado a Av. Ruy Barbosa, além de construir a Praça da Juventude, chegara a vez do antigo Açougue Público Municipal, já interditado diante das precárias condições, para dar lugar ao que foi considerado o maior investimento na área cultural em toda história de Euclides da Cunha: a Casa da Cultura. * O Açougue Público Municipal de Euclides da Cunha, foi concluído na década de 60 durante a Administração de Zuza Bezerra e tem um cabedal de histórias fantásticas. Como personagens principais, os comerciantes de carne que geraram descendentes que ocupam posição de destaque no meio em que vivem, como o historiador José Dionísio Nóbrega, filho de Sebastião Magarefe, o advogado Rafael Santana, que ao lado da mãe, Lourdes, explorou a venda de carne em uma banca em frente ao açougue e até Gustavo Cabral de Miranda, um tucanense que passou pelo comércio de carnes como um modesto balconista em um dos açougues da cidade e hoje é cientista reconhecido mundialmente, com passagens por universidades como a de Oxford, na Inglaterra. Mas não foi apenas através das letras que os personagens do velho açougue conquistaram um lugar ao sol. Números também ajudaram. É o caso do empresário Marinaldo Guerra, menino pobre de Cícero Dantas, chegou Em Euclides da Cunha aos seis anos de idade, e aos 14, acompanhado dos pais, cortava e vendia, alguns quilos de carne. Hoje, é uma grande pecuarista que comercializa em torno de 150 toneladas de carne/mês. Com vocês, Marinaldo Guerra!
quarta-feira, 13 de maio de 2020
Conheci João Costa Soares, o Paulistinha, há pouco mais de dez anos e iniciamos nossa aproximação há sete, quando escrevi essa matéria. De lá para cá, nos tornamos mais que amigos; quase irmãos!  Perdemos na tarde desta quarta-feira, dia 13/05/2020, esse ser singular, com o qual convivi quase uma década de boas conversas e afinidades. Como irmãos, algumas vezes o aconselhava, assim como  o mais velho faz com o mais novo. Mas na grande maioria das vezes, ele, embora cronologicamente, um ano mais novo do que eu, me deu aulas de sabedoria, humanidade e, principalmente de honestidade, com ele mesmo e com os outros. Guerreiro aguerrido e valente, enfrentou com dignidade a doença que o consumiu nos últimos dois anos. Do que escrevi sobre ele há sete, acrescentaria virtudes que só quem conviveu de perto com ele, conhece. Descansa em paz amigo, guerreiro, ousado. Você já é eterno no coração de todos nós!        MATÉRIA ORIGINALMENTE PRODUZIDA EM 20 DE MARÇO DE 2013. ***Cabra forte do sertão                            ***Ele tinha apenas 12 anos quando recebeu uma reprimenda do pai, após ter sido denunciado pela família de uma vizinha que se sentira ofendida ao saber que o menino João não se cansava de admirar as belas formas da filha que costumava banhar-se no pequeno açude da fazenda Lajinha a cerca de dez quilômetros da cidade de Monte Santo. Aborrecido com a severidade do pai, João juntou-se a um comerciante ambulante e foi tanger mulas entre a Bahia e Sergipe. Conheça uma singular história de vida.
Conexão Euclidense
O Cabra forte do sertão descansa em paz
Conheci João Costa Soares, o Paulistinha, há pouco mais de dez anos e iniciamos nossa aproximação há sete, quando escrevi essa matéria. De lá para cá, nos tornamos mais que amigos; quase irmãos! Perdemos na tarde desta quarta-feira, dia 13/05/2020, esse ser singular, com o qual convivi quase uma década de boas conversas e afinidades. Como irmãos, algumas vezes o aconselhava, assim como o mais velho faz com o mais novo. Mas na grande maioria das vezes, ele, embora cronologicamente, um ano mais novo do que eu, me deu aulas de sabedoria, humanidade e, principalmente de honestidade, com ele mesmo e com os outros. Guerreiro aguerrido e valente, enfrentou com dignidade a doença que o consumiu nos últimos dois anos. Do que escrevi sobre ele há sete, acrescentaria virtudes que só quem conviveu de perto com ele, conhece. Descansa em paz amigo, guerreiro, ousado. Você já é eterno no coração de todos nós! MATÉRIA ORIGINALMENTE PRODUZIDA EM 20 DE MARÇO DE 2013. ***Cabra forte do sertão ***Ele tinha apenas 12 anos quando recebeu uma reprimenda do pai, após ter sido denunciado pela família de uma vizinha que se sentira ofendida ao saber que o menino João não se cansava de admirar as belas formas da filha que costumava banhar-se no pequeno açude da fazenda Lajinha a cerca de dez quilômetros da cidade de Monte Santo. Aborrecido com a severidade do pai, João juntou-se a um comerciante ambulante e foi tanger mulas entre a Bahia e Sergipe. Conheça uma singular história de vida.
domingo, 16 de fevereiro de 2020
Fábio Alexsandro Costa Bastos, Juiz Titular da 11a Vara de Relações de Consumo da Comarca de Salvador, nomeado recentemente Juiz assessor especial da presidência e assuntos institucionais, um dos cargos mais importantes da cúpula do Judiciário Baiano. Ministro da Defesa, legalmente o comandante das Forças Armadas, nada mais nada menos do que o guerrilheiro membro PCD do B, Aldo Rabelo. Para muitos militares de alta patente; uma humilhação! Está virando caso de polícia, o fornecimento de água na cidade de Euclides da Cunha. Cláudia Raia deu o que falar neste início de semana. Se preparem para tomar conhecimento de uma história cabeluda envolvendo o gerente de negócios da agência do Banco do Nordeste na cidade de Euclides da Cunha. Ex-jogador Jackson Follmann sobreviveu ao trágico acidente da Chapecoense foi pai na semana passada, do pequeno Joaquim. E quem disse que o Gilmar Mendes só solta preso rico. O Papa Francisco demonstra, pelo menos e dezenas de fotografias, além de gestos, uma enorme simpatia pelas esquerdas.
Gente e Fatos
Um papa à esquerda * Um juiz de prestígio * Um gerente misógino
Fábio Alexsandro Costa Bastos, Juiz Titular da 11a Vara de Relações de Consumo da Comarca de Salvador, nomeado recentemente Juiz assessor especial da presidência e assuntos institucionais, um dos cargos mais importantes da cúpula do Judiciário Baiano. Ministro da Defesa, legalmente o comandante das Forças Armadas, nada mais nada menos do que o guerrilheiro membro PCD do B, Aldo Rabelo. Para muitos militares de alta patente; uma humilhação! Está virando caso de polícia, o fornecimento de água na cidade de Euclides da Cunha. Cláudia Raia deu o que falar neste início de semana. Se preparem para tomar conhecimento de uma história cabeluda envolvendo o gerente de negócios da agência do Banco do Nordeste na cidade de Euclides da Cunha. Ex-jogador Jackson Follmann sobreviveu ao trágico acidente da Chapecoense foi pai na semana passada, do pequeno Joaquim. E quem disse que o Gilmar Mendes só solta preso rico. O Papa Francisco demonstra, pelo menos e dezenas de fotografias, além de gestos, uma enorme simpatia pelas esquerdas.


sábado, 15 de fevereiro de 2020
Da mesma forma que os vinhos, as cervejas também pedem cuidados na hora de serem combinadas com a alimentação. De acordo com o estilo, elas acentuam ou prejudicam o sabor dos pratos e precisam de atenção na hora de ir à mesa.
Paladar
Desce uma loira estupidamente gelada!
Da mesma forma que os vinhos, as cervejas também pedem cuidados na hora de serem combinadas com a alimentação. De acordo com o estilo, elas acentuam ou prejudicam o sabor dos pratos e precisam de atenção na hora de ir à mesa. "Há a versão da bebida ideal para aperitivos e pratos leves, existe outro tipo que combina com carnes e demais receitas encorpadas e até uma bebida ideal para ser degustada junto a frutos do mar", afirma Alexandre Bazzo, proprietário da Cervejaria Bamberg em Votorantim
sábado, 15 de fevereiro de 2020
Solidão incomoda, é verdade. Mas, seguramente, não aos solitários. Incomoda aos outros. Gente que, não conseguindo aceitar o fato de que há quem prefira ficar só, procura com inacreditável persistência inventar mil motivos para o que entendem como uma espécie de patologia social daquele que, sim, gosta de ficar sozinho. Inclusive no Natal. Inclusive no Ano Novo. Inclusive no próprio aniversário. Inclusive quase sempre.
Crônica
Solidão incomoda
Solidão incomoda, é verdade. Mas, seguramente, não aos solitários. Incomoda aos outros. Gente que, não conseguindo aceitar o fato de que há quem prefira ficar só, procura com inacreditável persistência inventar mil motivos para o que entendem como uma espécie de patologia social daquele que, sim, gosta de ficar sozinho. Inclusive no Natal. Inclusive no Ano Novo. Inclusive no próprio aniversário. Inclusive quase sempre.


Copyright 2014 ® Todos os Direitos Reservados.